fbpx
was successfully added to your cart.

Carrinho

TRANSFORME SEUS SENTIMENTOS

By julho 12, 2018Autoconhecimento

TRANSFORME SEUS SENTIMENTOS

É possível transformar nossos sentimentos negativos em positivos aproveitando toda energia que geramos. Basta observarmos nossas emoções e decidir aproveitá-las.

 Você já passou por muitas experiências  que num momento de raiva, perdeu a cabeça, falou tudo o que queria e depois se arrependeu? Normalmente criamos mais um problema, porque palavras não voltam e já plantamos mágoa e ressentimentos. Ou você já sentiu desejo muito grande por algo ou alguém e ficava só pensando naquilo, gerando ansiedade demasiada na sua mente?

A preocupação é outro sentimento que faz a gente perder muita energia, porque normalmente fica “martelando” na nossa cabeça, e existem pessoas que, inclusive dormindo, ficam remoendo e sofrem de insônia. Outra emoção que nos causa um desgaste energético muito grande e que durante nosso dia passamos por várias vivências é a dúvida.

Talvez você não se ache uma pessoa indecisa, mas desde a hora que você decide se vai escolher entre uma marca ou outra no supermercado para comprar, você já está tomando decisões e terá que optar e ter a sensação de perda de alguma coisa. 

É muito natural termos um turbilhão de emoções durante nosso dia. Ao mesmo tempo que estamos numa estonteante alegria, daqui a pouco sentimos uma tristeza profunda com alguma notícia. Ou estamos muito bem, e logo vem um pensamento que nos faz sentir culpa e já nos sentimos mal.

Lógico que quando estamos agindo assim, só estamos com nosso sistema límbico ativado que é a região das nossas emoções e que não temos muita clareza. Para se ter clareza e melhorar nossas decisões precisamos ativar nosso córtex pré frontal, que demora um pouco mais de tempo, não é instintivo e que temos de querer ativá-lo. Isso acontece com todos nós porque temos um cérebro super poderoso, mas bem primitivo que nos faz termos reações as situações externas ao invés de agir conscientemente.  

Mas fique tranquilo, todos nós quando vamos utilizando nossas experiências como aprendizado e evoluindo com nossos erros , vamos aprendendo a ser mais assertivos e construindo uma vida mais leve. Como podemos então diminuir o impacto desse furacão que nos acomete de vez em quando?

Simples, o primeiro ponto é a auto-observação. Quando nos damos conta que estamos sentindo esse tipo de emoções que nos deixam mal, perturbados, confusos, podemos decidir que não as queremos mais. E aí o que podemos fazer para mudar isso? Claro que se você puder parar, respirar, meditar, já ajudará bastante, porém mais que voltar ao seu eixo e sua calma, é importante usar essa energia para algo produtivo e criativo.

Por exemplo, quando você está com raiva, você produz muita energia porque seu mecanismo de defesa é ativado e se você reprimi-la ela irá se alojar em alguma parte do seu corpo. Com o passar do tempo e essa atitude, ela se manifestará por meio de uma doença.  Qualquer sintoma físico  de dor já é um sinal que tem alguma emoção negativa que estamos sentindo, que veio com um pensamento limitante e nos fez gerar uma química de mal estar.

A nossa tendência primitiva é procurar um culpado para a situação que estamos vivendo e já tentar pôr a responsabilidade em alguém ou alguma coisa. O mais importante é identificarmos essa emoção e perceber que fomos nós que a geramos, e que podemos canalizar essa energia para algo produtivo, útil, criativo ou solidário.

Nosso ser inteiro será transformado porque o resultado dessa emoção que antes era negativa foi transmutado em algo concreto e positivo. Automaticamente já conseguimos aumentar nossa química de serotonina e dopamina e a sensação de bem estar começa a nos inundar. É uma maravilha termos essa roda gigante de sentimentos! Talvez você me chame de louca por dizer isso, mas eu acho maravilhoso mesmo.

É muito bom quando percebemos o que estamos sentindo e decidimos conscientemente qual emoção vamos querer sentir e transformar. Melhor ainda é a certeza de que nós que dominamos nossa mente e não ela nos domina. Nos sentimos vitoriosos, autorresponsáveis e independentes emocionalmente porque vamos usar todo esse poder cerebral que já temos para algo bom, prazeroso e generoso.

Leave a Reply