fbpx
was successfully added to your cart.

Carrinho

Category

Equilíbrio Emocional

Terapias Energéticas, o que são e quais os benefícios

By | Equilíbrio Emocional | No Comments

As terapias energéticas estão ajudando muitas pessoas a melhorarem sua qualidade de vida.  Além de identificá-las, você descobrirá agora quais são os benefícios que promovem para a sáude e bem-estar.

Se você está buscando ter mais saúde e equilíbrio na sua vida, saiba que experimentar alguma modalidade desse tipo de terapia pode trazer muita melhora para questões físicas, emocionais e psíquicas.

As terapias energéticas cada vez mais ganham respeito, espaço e relevância na sociedade, dados os tipos de resultados e vantagens que trazem para a vida das pessoas.

Conheça mais a respeito das terapias a seguir:

O que são as terapias enérgicas

Entenda agora do que se tratam as terapias:

As terapias energéticas nada mais são do que práticas que funcionam como métodos de harmonização energética, que visam o equilíbrio para manter e ou recuperar a saúde de um invidíduo.

Essas terapias se baseiam em formas naturais de repor a energia de uma pessoa com o intuito de reduzir sofrimentos físicos e mentais, como estresse, depressão, ansiedade e demais transtornos psiquicoemocionais.

Outro intuito das terapias energéticas é justamente despertar o poder pessoal ao promover mais autoconhecimento e consciência. É possível através delas compreender, acessar, modificar e potencializar a energia.

Tipos de terapia energética e benefícios

Conheça alguns tipos de terapias energéticas e os seus benefícios:

  • Reiki
  • Aromaterapia
  • Acunpuntura
  • ThetaHealing
  • Terapia Multidimensional
  • Cromoterapia
  • Ventosas
  • Reflexologia Podal
  • Massagens
  • Alinhamento de Chackas

As terapias energéticas tem em sua maioria origem oriental e muitas são praticadas tendo em vista uma forma holística de ver a vida e o próprio corpo humano, bem como as suas questões.

Muitas também estão inseridas na visão da Medicina Tradicional Chinesa, que hoje é um campo muito estudado e respeitado na área da saúde.

Muitas pessoas investem nas terapias energéticas para ter mais saúde e disposição do seu dia a dia.

Elas também funcionam como tratamentos coadjuvantes para uma série de condições e doenças que acometem a saúde das pessoas e derrubam a sua autoestima e vitalidade.

Listamos aqui alguns dos principais benefícios das terapias energéticas para a vida das pessoas que adotam essas práticas como estilo de vida:

  • Ajuda a combater o estresse, a depressão e a ansiedade
  • Ajuda a pessoa a se conhecer melhor, conhecer o seu corpo e seus processos mentais
  • Ajuda a pessoa a ter mais qualidade de vida, qualidade de sono, de hábitos alimentares
  • Ajuda a pessoa a se relacionar melhor com as pessoas e o mundo ao seu redor
  • Promove descanso e sensação de prazer e relaxamento para o corpo
  • Alivia dores e tensões
  • Promove o conceito de mindfulness – que consiste em viver no presente
  • Permite que a pessoa tenha um contato maior com a natureza
  • São métodos naturais, na maioria não invasivos e não oferecem riscos nem efeitos colaterais
  • Qualquer pessoa de qualquer idade pode realizar, não existe contra indicação

Terapias energéticas e o combate à ansiedade e depressão

As terapias energéticas são com certeza, grandes aliadas da nossa saúde e bem-estar.

Há um tempo atrás, elas eram vistas apenas como artigo de luxo mas hoje tem cada vez mais ganhado espaço no dia a dia das pessoas e o respeito que merecem no âmbito da saúde e qualidade de vida.

Caso você tenha interesse em, além de otimizar a sua vida com as terapias energéticas, conhecer melhor como funcionam nossos sentimentos e pensamentos, increva-se na lista de transmissão gratuita para ter acesso aos áudios explicativos.

Se você anda se sentindo muito cansado, desmotivado e sem energia, considere adotar para a sua vida alguma ou mais de uma dessas terapias energéticas.

viver no presente

Como fazer para estar viver no presente

By | Equilíbrio Emocional | No Comments

Sua relação com o tempo diz muito sobre sua saúde e viver no presente é decisivo para sua qualidade de vida.

Parece pleonasmo mas é uma realidade do cotidiano dos tempos atuais: as pessoas estão vivendo fora do tempo.

Ou muito entristecidas e inconformadas com o passado, ou muito preocupadas e chateadas em relação ao futuro.

Mas e o hoje? O que você está perdendo de bom e de possível no dia de hoje por olhar para outro lugar e tempo na sua vida que não é possível acessar?

Já parou para pensar nisso?

Confira mais sobre viver no presente e o que você precisa fazer para conseguir ter mais felicidade nos seus dias:

Viver no presente é preciso

O passado é um lugar onde tudo o que aconteceu de bom e de ruim nos permitiu estar aqui hoje.

O futuro é uma terra incerta que depende de muitas coisas, mas, principalmente, do dia de hoje.

Entenda:

  • Viver no passado é um traço associado à depressão. Ao sentimento de não conseguir superar fatos e traumas e ter dificuldade de seguir em frente com uma postura positiva.
  • Já viver no futuro é um traço associado à ansiedade. Ao sentimento de preocupação e antecipação que tira a pessoa do seu estado de paz e equilíbrio.

A relação da nossa sociedade com o tempo tem se tornado cada vez mais área de estudo principalmente depois do advento da internet e das tecnologias que trouxeram para a realidade um imediatismo.

A vida acelerada tem causado muitos prejuízos em termos emocionais e psíquicos para as pessoas. E viver no presente passou a ser um tema a ser reaprendido e ressignificado.

O que fazer para adotar uma forma de viver mais focada no presente

Pensando em todos os problemas que viver no passado ou no futuro causam, surgiu uma linha de pensamento nova focada no bem-estar e na saúde mental que se chama “Mindfulness”.

Essa linha de pensamento, na verdade, reúne uma prática onde as pessoas adotam hábitos que as colocam em contato com o presente, desligando-se das frustrações em relação ao passado e às preocupações em relação ao futuro.

Para adotar hábitos de uma vida mais saudável, em que você passa a viver no presente você pode:

  • Praticar meditação
  • Realizar exercícios de respiração
  • Utilizar terapias energéticas
  • Iniciar psicoterapia
  • Praticar uma atividade física ou aprender a tocar um instrumento
  • Realizar treinos cognitivos específicos
  • Praticar Yoga

É importante estar atento a tudo o que está a seu redor e admirar a beleza no dia, o prazer de estar na companhia das pessoas e de si mesmo.

Você passará a ter mais alegria e gratidão nos seus dias. Vai saborear melhor o gosto da comida. Vai aproveitar o dia o melhor que puder, e principalmente, com mais saúde e equilíbrio na sua mente.

Sem maiores ilusões sobre um passado possível e expectativas idealistas para o futuro.

Elimine a ansiedade da sua vida e aprenda a viver no presente

Se você está lidando com ansiedade e depressão, saiba que o curso Laboratório do Pensamento pode te ajudar a viver no presente com mais equilíbrio e autocontrole.

Neste curso você vai aprender como eliminar os pensamentos repetitivos e a ter mais qualidade de vida eliminando a ansiedade.

Se tiver interesse, você também pode se inscrever na lista de transmissão gratuita de áudios nos quais eu explico como nosso cérebro processa nossos sentimentos e pensamentos.

Basta acessar este link para se inscrever!

Aprenda a eliminar a ansiedade da sua vida e a viver no presente com mais equilíbrio, saúde e felicidade nos seus dias.

Como antecipar os sintomas da ansiedade e não explodir

By | Autoconhecimento, Equilíbrio Emocional | No Comments

Os  sintomas da ansiedade podem vir a prejudicar muito a vida das pessoas e nem todos sabem identificá-los.

É muito importante trazer mais conhecimento acerca desta queixa porque ela vem crescendo cada vez mais no mundo todo, principalmente no Brasil.

A população mais acometida pela ansiedade ainda é a população de mulheres, mas também crescem os índices desse transtorno na população masculina e as consequências são penosas e danosas para indivíduos e sociedade.

Entenda do que se trata a Ansiedade

Os sintomas da ansiedade hoje são considerados indesejáveis porque o mundo mudou em nossa história evolutiva.

À priori, precisamos entender que a Ansiedade é uma manifestação fisiológica dado um estímulo de ameaça que gera respostas no organismo para que o indivíduo possa reagir à, ou fugir de um perigo iminente.

Só foi possível sobrevivermos e evoluirmos como espécie por causa desses mecanismos adaptativos que nos permitiram resolver os problemas de viver na natureza hostil.

Hoje, as coisas são bem diferentes.

A ansiedade como transtorno na atualidade:

Hoje em dia a grande maioria das pessoas e sociedades não precisa lidar com os perigos de viver na selva ou mesmo em uma guerra.

Os perigos que enfrentamos no dia a dia acabam sendo ameaças veladas, não materializadas, propriamente falando.

As questões que nos assombram e nos causam preocupação e estresse relativo ao nosso instinto de sobrevivência são os prazos, a falta de dinheiro, as contas, o tráfego, o volume de trabalho e responsabilidades, desafetos nas relações e coisas que dificilmente desaparecem da nossa mente.

Acontece que a ansiedade elicia a produção e liberação do hormônio cortisol no organismo, quee só é benéfico para lidar com situações de perigo iminente. Quando o perigo acaba, a liberação do hormônio cessa.

E é importante que seja assim porque a liberação contínua de cortisol no corpo é tóxica. Ela inibe processos naturais do organismo e gera um estado de alerta constante onde a pessoa não consegue se desligar da sensação de perigo.

Isso gera prejuízo para a qualidade do sono e consequentemente da digestão, da imunidade, da concentração e memória e todas as demais funções executivas do cérebro.

O prejuízo emocional é grande, pois a pessoa fica cada vez mais deprimida, estressada e frustrada. Com sentimentos negativos de muita impotência e medo.

Aprenda a identificar os sintomas da ansiedade:

É muito importante que você saiba reconhecer os sintomas da ansiedade para poder, inclusive, entender se o que está ocorrendo é uma situação episódica ou se há um padrão instalado no comportamento.

Não podemos nos furtar dos sentimentos e emoções humanas dados os acontecimentos no nosso meio externo, o mundo ao nosso redor, e no meio interno, nosso mundo interior.

Mas precisamos identificar quando algo fugiu da norma e passou a ser danoso para nossa saúde.

Os sintomas da ansiedade podem aparecer de diversas formas, e os mais comuns são:

  • Sentimento de tensão e preocupação excessiva
  • Pensamentos repetitivos, impossibilidade de esquecer ou raciocinar em relação à um problema
  • Irritabilidade e sensibilidade excessiva
  • Insônia e recorrência de pesadelos
  • Dores no estômago, palpitação, dificuldade para respirar e suor frio
  • Tremedeira, boca seca e extremidades do corpo frias (mãos geladas)

Elimine a Ansiedade da sua vida e adquira uma vida mais feliz

Os sintomas da ansiedade estão se tornando incontroláveis para você?

Conheça o curso Laboratório do Pensamento. Neste curso, você aprenderá técnicas para cessar os pensamentos repetitivos.

Ao se inscrever na lista de transmissão gratuita você recebe áudios explicativos sobre como pensamos e sentimos.

Acesse mais conteúdos exclusivos para aprender a antecipar os sintomas da ansiedade antes de uma crise!

Porque precisamos da aprovação dos outros

By | Equilíbrio Emocional | No Comments

A necessidade de aprovação dos outros é uma premissa que causa muito assombro no que diz respeito às nossas relações interpessoais.

Vivemos em sociedade e buscamos aceitação e identificação dos nossos pares.

Sentir-se parte de algo, ou pertencente a um grupo, ou causa é uma busca que, se por um lado pode ser muito realizadora e acolhedora, por outro, pode gerar muito sofrimento e frustração.

Que tal aprender mais sobre como administrar essa necessidade de aprovação dos outros e viver uma vida mais plena e satisfatória?

Todos queremos ser aceitos e amados

Os seres humanos precisam uns dos outros para sobreviverem.

Sentimentos de identificação, acolhimento e amor são fundamentais para nossa qualidade de vida e bem estar social.

Querer a aprovação dos outros, nesse ponto de vista, não é necessariamente um problema.

Faz parte de um processo de identificação pessoal considerado normal, principalmente ao longo do crescimento e na adolescência, quando estamos descobrindo quem somos e definindo nossa personalidade e interesses.

Todavia, é importante entender que quando essa necessidade se torna uma preocupação constante, ou até mesmo uma prioridade, ela passa a ser disfuncional.

Esse sentimento pode surgir em decorrência de fatores na história de vida da pessoa que geram muito medo do abandono.

E essa pessoa vai encontrar muita dificuldade de estabelecer limites saudáveis em seus relacionamentos, pois estará sempre dividida entre suas próprias necessidades e as necessidades dos outros.

Não raramente se colocando em segundo lugar e até mesmo se anulando, sendo incapaz de defender seus interesses e sua integridade emocional e psicológica.

Você tem se sentido refém do medo de não ser amado ou aceito pelas pessoas e sente necessidade de agradar a todos, talvez até mesmo anulando suas próprias necessidades e desejos?

Quando a necessidade de aprovação se torna um problema

A necessidade de aprovação dos outros se torna um problema quando o indivíduo tem dificuldade de estabelecer limites em suas relações e perde a referência de si mesmo, anulando sua autenticidade e personalidade.

Vale a pena considerar:

  • Você tem identificado nas suas relações que você se doa demais e sente que precisa agradar a todos para não ficar sozinho ou para não decepcionar ninguém?
  • Você se sente inseguro ao dar sua opinião e se sente mal por discordar de alguém?
  • Você sente dificuldade de dizer não para as pessoas e acaba fazendo coisas que não queria fazer realmente e acaba se sentindo prejudicado por isso?
  • Você tem uma preocupação excessiva com sua aparência e com a opinião dos outros sobre você?
  • Sente que a possibilidade de receber críticas é algo que gera preocupação e ansiedade e por vezes prefere ficar calado e não expressar o que sente e pensa?

Se a sua resposta foi sim, para uma ou mais dessas perguntas, a necessidade de aprovação dos outros pode estar tomando uma proporção prejudicial para você e seus relacionamentos.

Como melhorar a qualidade dos meus relacionamentos

A saúde dos nossos relacionamentos diz respeito, em primeiro lugar, à relação que temos com nós mesmos.

A verdade é que se você sente dificuldade de amar e aceitar a si próprio, nos seus relacionamentos não será diferente.

É por isso que o curso Descomplica Relacionamentos é  ideal para quem busca melhorar esse  relacionamento consigo mesmo e os relacionamentos amorosos e interpessoais.

Você ainda pode se inscrever na nossa lista de transmissão gratuita, através da qual você vai receber áudios sobre como pensamos e sentimos que vão te ajudar a se posicionar melhor em relação aos seus pares.

Aprenda a lidar com a necessidade de aprovação dos outros e viva uma vida mais plena!

foco do problema

Você quer foco do problema ou você quer estímulos?

By | Equilíbrio Emocional | No Comments

“Energy flows where focus goes.”  Traduzindo: A energia flui para onde o foco vai. E você, anda colocando o seu foco no problema e sentindo tudo ficar mais pesado ao seu redor?

Anda se sentindo encurralado, sem criatividade, sugado, sem energia ou ânimo e ouvindo algo repetir no fundo da sua mente que você deveria largar tudo? Que nada está dando certo?

Não é por acaso. Quando o cérebro aprende a direcionar o foco para problemas, tudo o que o indivíduo passa a enxergar em si mesmo, nos outros e nas situações são problemas.

Entenda melhor:

Como funciona a priorização de estímulos

Existe uma hierarquia que rege nosso foco e nossa atenção.

O cérebro gasta uma quantidade de energia incrível para nos manter vivos e manter todos nossos sistemas operando.

Sendo assim, a única forma disso ser possível é através da priorização de estímulos. Que tem a ver com o foco e a atenção.

Somos incapazes de nos mantermos focados em tudo o que nos cerca e nos acontece a todo momento. É por isso que nosso cérebro vai selecionar aquilo que é relevante.

Quanto maior a relevância de um estímulo, mais atenção o cérebro vai despender para ele. E no caso, automaticamente, não vai disponibilizar tanta atenção assim para outros estímulos.

Manter o foco do problema, somente, é uma forma indireta de reforçar as associações corticais que ensinam para esse cérebro que aquilo que mais importa na vida são os problemas, de fato.

Quando uma pessoa apresenta um comportamento de vigilância e insegurança excessivos, quando está sempre identificando falhas e defeitos, possíveis cenários desastrosos e agindo sempre na defensiva e com receio, pode ser que essa pessoa esteja vivenciando essa dinâmica  em sua mente.

Ela vai acabar sempre prestando mais atenção nos aspectos negativos das situações do que nos positivos. E muitas vezes, ela acaba se tornando uma refém de seus próprios pensamentos negativos.

Priorização de foco, o que você ensina para o seu cérebro?

Existe uma forma de trabalhar essa situação e reverter esse cenário para que o indivíduo possa ter mais autonomia sobre suas emoções e decisões.

É possível otimizar essa priorização de estímulos e ensinar novas formas de agir, ser e pensar para o cérebro.

O cérebro gosta de ser estimulado, de aprender, para poder ,assim, criar mais repertório associativo e ser capaz de fazer interpretações mais apuradas e tomar decisões mais assertivas.

Focar no problema apenas, é uma forma de estagnação que paralisa o indivíduo e mina as oportunidades de vislumbrar soluções e pontos positivos em suas vivências e relações.

Confira alguns comportamentos que correspondem a essa situação:

  • A pessoa tem dificuldade de tomar decisões, pois não vê soluções e fica com medo.
  • A pessoa tende a se sentir muito fragilizada diante de desafios e críticas, tende a se cobrar muito e a exigir muito dos outros.
  • A pessoa se torna intolerante com erros e excessivamente

Se identificou com algum desses comportamentos?

Aprenda a se livrar dos pensamentos repetitivos que limitam seu potencial

Se você anda se sentindo paralisado pelo medo, perfeccionismo e sente que acaba colocando o seu foco em problemas, o curso Laboratório do Pensamento vai ajudar você a interromper os pensamentos repetitivos que limitam o seu potencial.

Você vai aprender técnicas específicas que vão  permitir que você assuma seu autocontrole para viver uma vida mais plena e mais saudável.

Você também pode receber áudios explicativos sobre como pensamos e sentimos na lista de transmissão gratuita, basta se inscrever pelo link!

Tire o foco no problema e crie soluções para sua vida!

 

Ansiedade, como identificar e resolver

By | Equilíbrio Emocional | No Comments

Pesquisas apontam que cada vez mais a população apresenta queixas de ansiedade.

Essa demanda afeta diretamente a qualidade de vida e possui implicações sérias para o indivíduo, sua saúde, vida pessoal, profissional e demais relações.

Trata-se de um estado de sofrimento que, quando não assistido, se agrava e pode tornar-se incapacitante.

Aprenda como identificar os sintomas e o que fazer para eliminá-los, e assim, ter uma vida mais plena, feliz e saudável.

O que é Ansiedade: Informações e Conceito

A ansiedade, à priori,pode ser entendida como uma resposta natural do corpo a um estímulo ameaçador.

Todavia, quando esta resposta se mantém de forma prolongada, passa a caracterizar um distúrbio que gera muitos prejuízos para a saúde e vida do indivíduo.

Entenda, nosso corpo e nossa mente possuem uma ligação intrínseca e essa relação se dá de forma orgânica, através das manifestações fisiológicas.

É assim que o cérebro dispara comandos, informações e respostas a estímulos, seja para o meio interno (nosso próprio organismo) ou externo (meio-ambiente), através da liberação de hormônios.

A ansiedade dispara no cérebro um sistema de alerta, que começa pela liberação de um hormônio chamado cortisol.

Em seguida, várias alterações fisiológicas vão acontecendo no organismo para este ficar mais preparado para uma possível necessidade de fuga ou luta.

É um mecanismo adaptativo que permitiu que a espécie sobrevivesse.

Todavia, essa liberação de cortisol só é favorável durante a presença de um estímulo ameaçador, ela deve cessar tão logo o estímulo desapareça.

O que acontece nos dias de hoje é que os estímulos considerados ameaçadores tornaram-se parte constante do dia a dia das pessoas: prazos, contas, questões familiares, relacionamentos, violência, demandas de produtividade excessivas… e outros.

Esses estímulos não se manifestam materialmente, mas assombram a mente das pessoas causando medo, frustrações e preocupação constante.

Em decorrência desses fatores, o estado ansioso pode vir a torna-se crônico, causando uma liberação sustentada de cortisol no organismo, que, por sua vez, passa a ser nociva para o indivíduo.

Quando esse transtorno se agrava, ele pode evoluir para ataques de pânico, depressão e favorece o surgimento de outras doenças psicossomáticas.

Como identificar os sintomas da Ansiedade

Os sintomas que esse estado de ansiedade causa no indivíduo são diversos e podem variar em manifestação e em intensidade. O indivíduo pode apresentar:

Em seu comportamento:

  • Instabilidade emocional
  • Estresse desproporcional ao evento
  • Inquietação, hipervigilância e irritabilidade

Na cognição:

  • Pensamento acelerado
  • Falta de concentração
  • Pensamentos indesejados repetitivos
  • Paralisação

No corpo:

  • Boca seca
  • Transpiração excessiva e tremores
  • Falta de ar e taquicardia
  • Mal estar, sensação de morte ou perigo iminente
  • Náuseas, medo incontrolável

E ainda é comum que o indivíduo apresente distúrbios do sono, como insônia e pesadelos.

Aprenda como eliminar a Ansiedade e ter uma vida mais plena

A ansiedade causa muito sofrimento, prejudica consideravelmente a qualidade de vida das pessoas e pode levar a consequências graves.

É importante saber que todos nós seres humanos estamos sujeitos a passar por crises em nossas vidas em diferentes momentos, e que não há vergonha alguma nisso.

Pelo contrário, o primeiro passo para eliminar esse transtorno da sua vida, e com isso, viver de forma mais plena e saudável é reaver seu autocontrole.

Se você está sofrendo com sintomas de ansiedade, o curso Laboratório do Pensamento é ideal para você. Neste curso, você vai aprender técnicas específicas para interromper o pensamento repetitivo.

Você também pode acessar a nossa lista de transmissão gratuita para receber áudios explicativos sobre como pensamos e sentimos. Basta se inscrever através deste link!

Aprenda como eliminar a ansiedade e viver a sua vida de forma mais plena e feliz!

COMO SABER SE VOCÊ TEM EQUILÍBRIO EMOCIONAL

By | Equilíbrio Emocional | No Comments

Você sabe quando está com algo tóxico no seu corpo porque se sente mal. Não importa se é uma intoxicação alimentar ou medicamentosa. Os efeitos colaterais e indesejáveis sempre aparecem. Quando você está com uma intoxicação emocional também é assim. E os efeitos são normalmente ansiedade, procrastinação e até doenças físicas mesmo. Como está sua vida emocional? Pare um minuto e reflita. Se você se sente mal em algumas algumas vezes no seu dia, provavelmente você esteja intoxicado emocionalmente. Vale observar os principais responsáveis por isso. Mas nunca se esqueça que a decisão de continuar intoxicado ou fazer uma desintoxicação na sua vida, é totalmente sua. Só você tem essa responsabilidade e poder de decisão de mudar seu padrão emocional. 

O que devemos observar para estarmos bem emocionalmente:

 

1) Nossos pensamentos

Normalmente ficamos intoxicados e temos sentimentos de baixa vibração como vergonha, culpa, tristeza, angústia, raiva, apatia e muitos outros porque nós mesmos criamos histórias de insucessos e rejeição dentro da nossa cabeça. Se pararmos para pensar a maioria dessas histórias nunca irão se realizar, mas já é o suficiente para ativarmos nossa amígdala cerebral e termos reações primitivas de lutar ou fugir e descarregar no nosso cérebro uma dose exagerada de cortisol, epinefrina e outras químicas de mal estar. Até percebermos que as histórias que estamos criando estão só na nossa mente, nosso corpo já está sofrendo os efeitos nocivos de dor. Mas isso é fácil de mudar quando nos autoconhecemos e entendemos um pouco mais sobre como nosso cérebro funciona. Mesmo tendo em torno de 60.000 pensamentos por dia, podemos mudar e interromper padrão de pensamento repetitivo e de baixa qualidade.

 

2) Nossos relacionamentos

Muitas vezes nossos relacionamentos nos intoxicam e não nos damos conta que não é o outro o responsável ou que não agiu da maneira que eu queria. É minha vibração que vai determinar o que estou ativando de melhor ou pior nesse outro. Não importa qual grau ou nível de relacionamento que está te deixando mal. Uma simples situação ou frase dita é o suficiente para fazer você produzir uma reação química e acabar com seu bem estar. Existem pessoas que convivemos que são extremamente negativas, que gostam de disseminar tragédias e adoram um conflito ou uma polêmica. Pergunte-se se seus relacionamentos estão te levando para onde você quer chegar ou estão prejudicando sua saúde física e emocional.

 

3) Conteúdo consumido

De acordo com o que consumimos nas mídias, leituras e estilo de vida podemos estar nos intoxicando. Sabemos que a televisão praticamente só exibe tragédias e programas que alienam as pessoas. Você tem consumido muito tempo com isso? Provavelmente você esteja intoxicado emocionalmente e nem tenha percebido que o que você assiste seja um agravante de sua intoxicação. Cada vez que você se envolve numa notícia triste, sua vibração irá baixar e você sentirá uma sensação de impotência. As leituras que você faz, os vídeos que você assiste  e as redes sociais te levam a um crescimento ou somente fazem você perder tempo? Se a segunda opção acontece, provavelmente você se sinta culpado ou apático e também pode estar se prejudicando. Pense nisso!

 

4) Comunicação energética

Nós temos a capacidade de nos comunicar com qualquer pessoa energeticamente, ativando o melhor ou pior dela. Quando nossa energia não está muito boa, é certo que também não irei ativar o melhor de quem estou me comunicando. E isso não acontece só pessoalmente. Quantas vezes numa mensagem de whatsapp percebemos a emoção que vem junto com a mensagem? Isso acontece o tempo todo. Queremos ter respostas melhores do outro, mas intoxicados por algumas emoções negativas, só iremos atrair pessoas no mesmo nível ou pior ainda, ativar a parte mais primitiva do outro.

 

5 ) Repetições

É muito comum termos os mesmos resultados na nossa vida em determinadas áreas. Isso acontece porque mesmo mudando a época, as pessoas, as situações, nós continuamos com as mesmas crenças e atraindo o mesmo perfil. Comigo aconteceu de eu terminar um namoro porque a pessoa era insegura. Uma semana depois, conheci outro que namorei por 3 meses. O motivo do término foi… porque ele era inseguro. Até que eu percebi que eu ativava essa insegurança neles por crenças limitantes minhas. Sim, foi uma transformação nos meus relacionamentos quando percebi isso porque daí sim, eu mudei meu padrão de pensamento, limpei minhas crenças limitantes e assim comecei a atrair parceiros como realmente queria.

Não estou dizendo que seja fácil fazer isso, até porque a autobservacão deve ser bem criteriosa, mas não há outra forma de modificarmos nossos resultados se não tomarmos consciência e fizermos algo para evoluir.

 

6 DICAS PARA AUMENTAR SUA AUTOESTIMA

By | Equilíbrio Emocional | No Comments

Muitos artigos são escritos dando receitas de como aumentar a autoestima e conseguir ter mais autoconfiança. São válidos se realmente fizerem você sentir uma autoestima mais elevada. O importante não é só saber como, mas fazer algo para que isso aconteça e realmente sentir.

Uma coisa é sabida. A pessoa que não está com sua autoestima boa, não produz química suficiente para atrair o que quer. Explico: sabemos que nosso nível de energia, atrai tudo ao nosso redor. Portanto, quando não nos sentimos bons o bastante, ou não estamos nos gostando, automaticamente, iremos atrair no mesmo nível energético. Daí a necessidade de começar a refletir e fazer algo para aumentar nossa autoestima de maneira mais consciente. Eu sei, tem momentos que estamos nos sentindo tão mal que nem percebemos o que se passa, simplesmente ficamos fracos, sem ânimo e não gostamos de nós mesmos. Mas se em algum momento você perceber isso, já é uma maneira para fazer algo e melhorar. Abaixo vou te dar 6 dicas de como pode fazer algumas tarefas que farão você aumentar sua autoestima.

1º TOME CONSCIÊNCIA

Quando você perceber que sua autoestima não está legal, você não está se sentindo bem com você mesmo, pare, respire fundo e se pergunte: o que posso fazer agora para melhorar?

2º APRECIE-SE

Uma das maneiras mais rápidas de você aumentar sua autoestima é se apreciar. Se você tiver a oportunidade de fazer isso num caderno da apreciação é mais eficaz ainda. Se não tiver tempo para isso, depois de tomar consciência e respirar, lembre-se de pelo menos 5 características positivas que você já tem. A primeira vista é difícil de lembrarmos disso sobre nós mesmos, mas com um pouco de treino, isso se torna fácil e logo você consegue e vai se surpreender com quantas qualidades que você já tem.

3º SUPERE-SE

Não existe nada que aumente mais nossa autoestima do que superarmos algum medo. Normalmente proponho para meus assessorados, listarem coisas que têm medo de fazer sozinhos, como por exemplo: ir a um restaurante, ao cinema, viajar, de altura, de se entregarem a uma relação, enfim, não importa o tamanho do medo e nem se ele é real. Depois que anotam, dou a tarefa que precisam cumprir alguns. É impressionante o resultado quando conseguem superar algo que os travava mentalmente. O nível de autoestima cresce muito, pois a pessoa percebe que realmente é muito mais capaz do que aquilo que imagina e sabe que pode conseguir muitos outros resultados. É simplesmente libertador e mágico. Experimente fazer isso. Pode até me escrever para me contar depois, adorarei saber!

4º DESCUBRA SUAS PAIXÕES

Normalmente quando nossa autoestima está baixa, é porque estamos dando muito valor a opinião dos outros e esquecendo o que realmente importa para nós. Nesse momento é importante sabermos o que nos agrada, o que nos faz feliz, o que faz nosso coração vibrar. Quando paramos e fizemos isso, já geramos uma química muito boa em nossa mente e corpo. Às vezes a gente já sabe, às vezes precisamos parar para pensar porque nem nos lembramos o que nos faz feliz. Mais importante do que saber, é realmente tirarmos um tempo para nós e praticarmos o que gostamos. Muitas pessoas acham que isso é egoísmo. Eu não posso ajudar alguém e ser bom para o outro, se não consigo nem ser bom para mim mesma. Não estou sendo egoísta. Só estou alimentando – me  de química boa para ser melhor para mim e para os outros. Não importa se tire um tempo para ler, meditar, dançar, ouvir música, passear, pegar um sol ou até mesmo dormir. É preciso reconhecer o que minha mente e meu corpo estão precisando para voltar a produzir uma química boa e voltar para meu eixo. Infelizmente existe uma ideia cultural e antiga que se você faz o que gosta, soa como egocêntrico e individualista. Não é nada disto! Até porque se você não se amar, quem vai te amar? E já que você se ama, permita-se fazer coisas prazerosas para você. Isso ajuda até mesmo na sua saúde. Quando você se contraria muito, você acaba adoecendo. Talvez nem perceba, mas em algum ponto do seu corpo acaba “doendo” aquela contrariedade. Permita-se fazer o que gosta, essa atividade gratificante fará um bem danado para você.

5º PARE DE SE COMPARAR

Sabemos que a comparação é algo que acontece desde o início da nossa vida. Nossos pais, professores começaram a nos comparar e nós, pelo medo natural e primitivo da rejeição, começamos a nos moldar para sermos mais amados e aceitos. Tudo bem! Até hoje isso acontece e continuamos a fazer com os nossos também. Quando começamos a entender nossa individualidade e que somos únicos nesse universo com mais de 7 bilhões de pessoas, passamos a nos valorizar mais e vimos que nos comparar é a maior bobagem. Se ninguém é igual a ninguém, por que vou querer ser como ou melhor que o outro? Sei que normalmente esquecemos disso e temos um “fantasma” rodando nossa mente com isso. Se você conseguir se lembrar nesse momento de sua unidade e que você tem sua luz e essência próprias, todo o resto fica para trás. É desafiador, mas te dá uma sensação de liberdade da opinião alheia fantástica.

6º SEJA GENTIL COM VOCÊ

Todos nós temos um sabotador Crítico que vive rondando nossos pensamentos. Fazemos tudo com nosso crítico muito presente, porque muitas vezes estamos no nível de julgamentos de nós mesmos e dos outros. Quando nos damos conta que estamos agindo assim, podemos parar e nos dizer: “Pega mais leve, seja mais gentil contigo!”. Várias vezes por dia, eu preciso dizer isso para mim mesma essa frase e voltar a consciência que muitas vezes eu já estou dando o meu melhor, só que meu crítico aguçado acha que não estou fazendo o suficiente. Quem tem essa autocrítica muito elevada, tem mais dificuldade de manter uma boa autoestima. Experimente usar essa afirmação com você durante o seu dia. Para mim, funciona bastante!

Se você quiser saber mais dicas para ter equilíbrio emocional, clique aqui e baixe o ebook.

Existem muitas outras coisas e tarefas que você pode fazer para aumentar a sua autoestima. O mais importante é você lembrar dessas dicas, realmente aplicá-las e se sentir bem. Consequentemente você terá mais realizações porque seu nível energético irá elevar-se. Lembre-se que dessas 7 bilhões de pessoas do Universo, VOCÊ é a que você deve cuidar com o maior carinho.